quarta-feira, 28 de maio de 2008

à la Quintana


porque a vida é só isso:

um imenso bolo de acasos
polvilhado de poréns.


mauricio rosa

Um comentário:

maria fro disse...

Belo, belo, belo, na melhor tradição da poesia mineira quando revisita a poesia.
beijos
Frô