sábado, 22 de março de 2008

Costas, de Al-Chaer

costas



nestes grãos de pele
fundem
minhas mãos e meus braços e teus desejos
dissolvo minhas horas
em fogo alto
suor sal e açúcar
temperam o gosto claro



quente



e acre-doce destas cores



para esta receitaeu
me preparei



especiarias árabes
cuidadosamente
reservadas para a ocasião



meus dedos
provam
palavras derretidas



me espera me aceita
em ponto caramelo


AL-Chaer

4 comentários:

poetas_lusófonos disse...

Vejam em È verdade... esse poema declamado por mim, Osvaldo. Tentei postar aqui o arquivo de audio, mas parece que não é aceitável.

poetas_lusófonos disse...

O endereço do É verdade... http://odval.uol.com.br

Vieira Calado disse...

Gostei de determinados jogos de palavras.
Um abraço.

Anderson Santos disse...

receitaeu X especiarias árabes foi fantástico.

Parabéns Al

Sempre bon te ler!


Abraços