quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Bons Sonhos

Quando a noite me traz um doce sonho,
pela manhã me invade um sentimento
que não sei explicar mas que suponho
vem de um adormecido encantamento.

Tudo porém desfaz-se de repente
e da porta daquele terno mundo
ainda a cintilar em minha mente,
ecoa o meu suspiro mais profundo.

São gente simples, são belas paisagens
que despertam em mim uma saudade,
e me fazem querer que tais imagens
possam ser parte da realidade.

Resta-me expulsar a nostalgia
deixada pelo engano da magia.

Rosa Clement

4 comentários:

Anônimo disse...

Rosa, que bom ler-te novamente.
lembrei-me daqueles tempos na Escritas onde versávamos sobre um tema posto... tempos saudosos!!!!!
um grande abraço

maurício

Rosa disse...

Oi, Maurício!

Obrigada. Sim, foram bons tempos. É bom ler vc também e os demais colegas de poesia.

Abraços,

Rosa

soledade disse...

Rosa! Eu lembrei-me da Poemas. Bons tempos... Um beijo grande

Rosa disse...

Oi, Soledade!

Obrigada por passar por aqui! Foi bom revê-la. Bem que podia ser possível guardar a receita para se repetir os bons tempos...

Beijos,

Rosa