sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

poema - ócio

ócio


me vi
cio

nas horas vagas
do teu corpo
nas horas plenas

entre um cio

e outro

sacio
e
não sai cio


AL-Chaer

Um comentário:

Frô disse...

beleza de cio ócio e criação. Vou postar um Tchello para dialogar com o seu :)
beijinhos
Frô